sábado, 4 de setembro de 2010

Com orçamento recorde, 'Nosso Lar' chega aos cinemas

AE - Agência Estado

André Luiz abre os olhos. O hospital deu lugar a um ambiente escuro, molhado, sujo. Ele é assombrado. As dores provocadas pela doença no intestino ainda estão lá. A barriga sangra, a fome e a sede apertam. O médico, então, percebe: ele está morto. São assim as primeiras cenas de "Nosso Lar", do diretor e roteirista Wagner de Assis, megaprodução brasileira que estreia hoje em 435 cinemas nacionais, com 400 cópias. O recorde no País foi o lançamento de 692 unidades de "Eclipse", em julho deste ano.

Se não deu para quebrar essa marca, o longa-metragem, que mostra a trajetória de André Luiz no chamado plano espiritual, chega ostentando um outro número: orçamento de R$ 20 milhões é o maior da história do cinema brasileiro - antes dele, "Lula, o Filho do Brasil", que custou R$ 12 milhões, era o recordista.

Apesar de seu projeto ter nascido em 2005, a obra estreia justamente em meio a uma intensa onda de filmes com a temática espírita. O primeiro longa da safra a lançar luz sobre o tema, "Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito" (2008), atraiu 505 mil espectadores. Na sequência, "Chico Xavier, o Filme" (2010) alcançou um público de 3,4 milhões de pessoas. Fora da telona, a novela "Escrito nas Estrelas" e a série "A Cura", ambas da rede Globo, abordam com repercussão a vida após a morte e a reencarnação em suas narrativas.

"Nosso Lar" chega com um trunfo, que deve atrair ao menos os seguidores do espiritismo (cerca de 20 milhões de brasileiros). O mais famoso médium do País, Chico Xavier, empresta sua marca para o longa, inspirado no best-seller de mesmo nome, supostamente psicografado por ele em 1944. Emmanuel, suposto espírito-guia de Xavier, que seria o responsável por ditar o texto de André Luiz ao autor mineiro, é inclusive um dos personagens do filme. Diferentemente do que se viu em "Chico Xavier" - protagonizado por Ângelo Antônio e Nelson Xavier -, "Nosso Lar" tem como protagonista um ator desconhecido: Renato Prieto.

Para tornar mais interessante um suposto mundo pós-morte, os produtores procuraram a empresa canadense Intelligente Creatures, responsável pelos efeitos especiais do blockbuster "Watchmen", por exemplo. Mais de 350 imagens do filme têm inserções geradas por computador. As informações são do Jornal da Tarde.

http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,com-orcamento-recorde-nosso-lar-chega-aos-cinemas,604688,0.htm

Um comentário:

  1. Olá!

    No Filme tem um passagem em que Andre Luiz chega ao brau com a barriga aberta, o que pensar das pessoas doadoras de orgãos?

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget